Associe-se!
Artigos 04/03/2021

Conheça cinco dicas para tornar a sua indústria competitiva e porque você precisa ficar de olho na concorrência

Conquistar novos espaços no mercado atual é possível a partir de um planejamento adequado de processos internos, o que permite uma melhor visão do negócio e a eliminação de desperdícios. Entenda como uma empresa enxuta pode ser ainda mais competitiva

Ganhar mais espaço no mercado atual e atingir o público pretendido é uma disputa cada vez mais acirrada nas organizações, independente do tamanho. As relações de compra e venda deixaram de ser apenas regionais para tornarem-se globais, aumentando enormemente o nível de concorrência. Novos negócios surgem a todo instante e quem não se aprimorar corre o risco de ficar para trás. Diante dessas características, como fazer para tornar a minha empresa competitiva?

Não é preciso cometer um grande erro para deixar de ser competitivo: basta não agir em prol do crescimento da empresa. Por isso, um dos caminhos é focar nas atividades que geram valor para o cliente, entendendo o que ele busca no seu produto e a partir disso eliminando internamente os processos que não são importantes para ele.

Isso se faz, principalmente, combatendo desperdícios, sejam eles de recursos financeiros, horas de trabalho dos colaboradores, entre outros dilemas. Ao identificar e eliminar gastos desnecessários, além de diminuir os custos, a sua empresa fica mais enxuta, eficaz e competitiva, entregando assim mais valor ao cliente.

Da mesma forma, ficar de olho na concorrência também pode ser uma estratégia de sucesso para a competitividade. Estudar o concorrente, além de permitir que você conheça mais sobre o mercado, permite também acompanhar as tendências do segmento e a encontrar novos espaços que o ajudem a se destacar.

Saiba mais sobre esses dois assuntos neste artigo, feito para ajudar você a aumentar a competitividade da sua empresa.

De olho no mercado

Quem está na liderança sabe que é importante estar atento a tudo o que acontece ao redor. Na perspectiva de mercado, isso inclui os concorrentes diretos e indiretos do segmento. Pelo benchmarking, por exemplo, é possível conhecer as melhores práticas de gestão e tecnologia, o que pode ajudar a identificar novos nichos de produtos e serviços. Mas sempre focando nos aspectos onde o cliente perceba o valor.

Uma análise acertada da concorrência, por exemplo, proporciona a comparação necessária para você identificar se suas práticas estão obsoletas ou não em relação aos demais. Faça isso elencando seus objetivos e examinando como os concorrentes operam, como seus perfis em redes sociais são apresentados, como é o atendimento ao cliente, de que forma calculam seu preço, quais formas de pagamento são aceitas, entre outros aspectos.

O que fazer para ser mais competitivo

Comentamos no início deste artigo que reduzir ou eliminar desperdícios é um caminho para alcançar maior competitividade na indústria. Operar de maneira enxuta oportuniza otimização de processos, maior eficiência e, consequentemente, maior qualidade e valor para o cliente.

Para que você compreenda mais sobre isso na prática, separamos cinco dicas de como fazer isso. As orientações são baseadas na filosofia Lean Manufacturing, criada pela montadora Toyota e baseada no combate ao desperdício na indústria. Essa

metodologia surgiu no Japão, na década de 1950, após a Segunda Guerra Mundial e foi o fator que contribuiu para a retomada do crescimento da economia em um cenário pós-guerra. Confira as dicas.

1. Elimine o retrabalho

O retrabalho é um dos problemas que mais geram desperdício e custos para uma empresa. Afinal, serão necessários mais tempo dos profissionais, mais tempo de utilização de máquinas e programação da produção, materiais, insumos, além da necessidade de gerir o que fazer com os produtos que não servem para o consumidor final.

Para resolver esse problema, é fundamental conhecer o que realmente o cliente quer, considera importante e a partir disso buscar eliminar o que não é importante. A partir dessa análise, você pode definir processos padronizados e ordenados para a operação de cada etapa do processo produtivo de forma a evitar retrabalhos e entregar exatamente o que seu cliente valoriza. Isso deve ser feito de forma periódica e contínua (melhoria contínua).

2. Produza somente o necessário

Uma superprodução, sem escala e sem um fim definido, pode ser considerada uma das piores formas de desperdício, com graves consequência para a sua competitividade. Uma empresa, ao produzir mais do que consegue vender, gasta tempo e recursos (insumos, equipamentos, hora trabalhada pelos seus profissionais), gerando estoques excessivos que implicam em mais mobilização de espaço e capital. Por isso, uma dica importante é planejar a produção conforme a demanda real, focada na necessidade do cliente e não para o estoque.

3. Tenha um estoque no menor nível possível

Por falar nisso, estoque demasiado exige maior espaço de armazenagem e imobiliza o capital da organização. O ideal é que sua empresa tenha uma quantidade mínima de insumos ociosos e produtos prontos em estoque. Por isso, faça um planejamento adequado das compras e da produção, para que o processo produtivo ocorra somente conforme a demanda.

4. Fique atento ao tempo de espera

Desperdiçar o tempo é um grave problema, uma vez que funcionários e fornecedores parados, aguardando longos períodos para realizarem uma tarefa, significam, basicamente, perda de dinheiro.

O fluxo contínuo de atividades é essencial, mas só pode ser alcançado a partir de um planejamento adequado dos processos, o que efetivamente reduz a improdutividade.

5. Faça o transporte correto dos insumos

Fazer movimentações de equipamentos, insumos, materiais ou qualquer outro recurso de um local para o outro sem necessidade ou de maneira ineficiente cria um desperdício de transporte. Além de poder causar danos e perdas, impactando em menos tempo destinado para aquilo que gera valor ao cliente, consome recursos financeiros que poderiam ser aplicados em outras áreas mais estratégicas. Para evitá-lo, é preciso ter os componentes próximos, analisando o percurso e sempre buscando reduzir ao máximo as distâncias dentro da linha de produção.

 

Ser competitivo na indústria muitas vezes não depende de grandes projetos ou grande esforço financeiro. Estar atento ao que ocorre dentro da empresa, buscar otimizar processos e tornar a organização mais enxuta e eficiente, buscando atender exatamente ao que o cliente deseja, pode ser o suficiente para tornar sua empresa mais competitiva.

Não há mais espaço para perder dinheiro com ineficiência. Por isso, identificar e eliminar todos os tipos de desperdícios e atentar às boas práticas da concorrência e das demais empresas no mercado te ajuda ter uma visão mais completa, aumentando suas chances de melhorar seu ambiente interno, reduzir os custos e atender melhor seu cliente.

Para que você saiba ainda mais sobre o assunto, baixe agora e-book “Industria 4.0: qual o impacto no meu negócio? Tudo o que você precisa saber” produzido pelo SIMECS. É mais um conteúdo relevante e com novos conhecimentos para você saber mais. Clique aqui

Gostou do nosso artigo? Temos outros materiais relevantes para você saber mais sobre esse assunto. Acesse em nosso blog.

Faça parte do Projeto do Lean à Indústria 4.0 - clique aqui

Veja também:


Golpes e fraudes online: você sabe como proteger seus dados pessoais?
Consumo de podcasts cresce no Brasil e revela a importância de conteúdos inéditos para atrair novos públicos
SIMECS protocola no Concex pedido de isenção do imposto de importação do aço
Relatório de Gestão 2020
Imposto de Renda 2021: o que pode ou não ser deduzido na declaração?
Materiais para BAIXAR e IMPRIMIR #TODOSCONTRAACOVID
SIMECS e Simplás colaboram com a implantação de espaço para atendimento de pessoas com casos leves de Covid-19
Fórum online debate potencial da produção, aponta soluções e proporciona negócios para o biogás e biometano
Investir em saúde, uma questão central e estratégica
Previdência privada é uma das opções para garantir um futuro mais tranquilo
Estamos fazendo a nossa parte, faça você também!
Transformação digital, sua empresa está preparada?
Soprano lança dois novos modernos equipamentos para o setor fotovoltaico
Unylaser fecha parceria e amplia exportação de peças e componentes em aço para o Canadá
Suspensão da Cogestão Regional
Como a otimização de processos pode transformar os resultados da sua empresa
Saiba como poupar e investir melhor a sua renda
Bandeira Preta - Informações atualizadas
Conheça a representante do SIMECS na escolha da Rainha e Princesas da Festa da Uva 2022
MARCOPOLO CONQUISTA PRÊMIO LÓTUS 2021
É hora de planejar a sua vida financeira
Fátima Saúde fez de 2020 o ano dos grandes investimentos
SIMECS se vincula ao Programa Mais Alimentos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA
Plano Nacional de Imunização contra o COVID-19
VOLARE É A MARCA DE MICRO-ÔNIBUS MAIS VENDIDA NO BRASIL
Consumo de vídeos na internet aumenta durante a pandemia e faz a Sumig criar o canal SUMIG TV
PALFINGER é destaque entre as Melhores Empresas para Trabalhar na Serra Gaúcha
Secretário de Desenvolvimento Econômico de Caxias se reúne com diretoria do SIMECS
SIMECS recebe secretário do Ministério da Economia em Caxias do Sul
Levantamento do SIMECS aponta aumento de demanda e recuperação das indústrias da região
Balanço Social 2020
Saúde Ocupacional ganha novo e moderno espaço no Complexo Fátima Saúde
Posicionamento SIMECS - Manifestações do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos em empresas de Caxias do Sul
Protocolos de enfrentamento da Covid-19
SIMECS FECHA PATROCÍNIO COM A FESTA DAS COLHEITAS E A FESTA DA UVA
SIMECS 63 anos de protagonismo para a competitividade
Posicionamento SIMECS
voestalpine Meincol 75 anos - Uma história que dá forma ao futuro
SIMECS e Fátima Saúde estabelecem novo patamar em gestão da saúde empresarial
Em transmissão ao vivo, SIMECS apresenta novidades para 2021
SIMECS promove encontro para analisar desafios do futuro
Mercopar 2020 ocorre em novembro e deve estimular a retomada econômica da indústria
SURDOLIMPÍADAS 2021 SERÁ REALIZADA NA SERRA GAÚCHA
Demanda da indústria apresenta melhora no mês de outubro
Hyva do Brasil conquista certificação como Excelente Lugar Para Trabalhar
Jost Brasil recebe homenagem do SIMECS pelos seus 25 anos
SIMECS recebe candidatos à Prefeitura de Caxias do Sul
SIMECS e Fátima Saúde estabelecem novo patamar em gestão da saúde empresarial
Do Lean à Indústria 4.0
Mercopar 2020
Pix: a forma como você faz pagamentos nunca mais será a mesma
SIMECS lança Programa de Empreendedorismo Internacional
Inova Transformação em Veículos Especiais
Governador esclarece pontos da Reforma Tributária
SIMECS e Fátima Saúde firmam parceria
G.Paniz celebra quatro décadas de conquistas
Hospital Geral pretende arrecadar R$ 37 milhões em dois meses para concluir obras de ampliação
Sicredi e SIMECS: a parceria que pode potencializar o crescimento de sua empresa
BYRos Brasil empresa com Soluções para Conectividade Elétrica e de Dados para Ambientes e Mobiliário
SIMECS homenageia a Metalúrgica Buzin pela passagem de seus 50 anos.
Hyva do Brasil recebe homenagem do SIMECS por seus 25 anos
3º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano com inscrições abertas para webinars em setembro
Levantamento mensal do SIMECS aponta aumento gradual na demanda da indústria em agosto
Juntos Somos Mais Fortes
Oportunidades disponíveis para alavancar o seu negócio
Edreaza Componentes Automotivos completa 30 anos de atividade
Hyva do Brasil celebra 25 anos
Agrale vai fabricar caminhões elétricos da tradicional marca FNM
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Assessorias
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Projetos
Máquinas de Soldagem Sumig prontas para indústria 4.0 podem ser adquiridas via financiamento no BNDES
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Convênios
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Inovação
SIMECS e Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos assinam Convenção Coletiva 2020
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Produção
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Gestão de Pessoas
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Finanças
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Marketing e Vendas
Demanda da indústria apresenta leve melhora em levantamento mensal do SIMECS
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Estratégia
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Crédito
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Plano de Contingência
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Medidas Protetivas
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Trabalhista
Modelo de Plano de Contingência
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Tributário
SIMECS recebe pauta de reivindicações do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19
SIMECS, Empresas Randon e Marcopolo entregam ventiladores pulmonares para reforçar rede hospitalar da Serra Gaúcha
Presidentes do SIMECS e Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos se encontram para discutir ações para empresas e trabalhadores
Prefeitura apresenta ofício encaminhado ao governador para entidades e sindicatos
SIMECS Com você
AÇÕES JUDICIAIS RELEVANTES
Levantamento mensal do SIMECS aponta preservação de empregos no setor
Papo com Especialistas Perspectivas econômicas frente à crise do Coronavírus
SIMECS, entidades e empresas doam 130 toneladas de alimentos para famílias caxienses durante pandemia
PRORROGAÇÃO DOS PRAZOS DE VENCIMENTO DAS PARCELAS MENSAIS DOS PARCELAMENTOS ADMINISTRADOS PELA RFB E PGFN
SIMECS apresenta novo posicionamento
SIMECS apoia a fabricação de ventiladores pulmonares
Obrigações Ambientais
Randon, Marcopolo e Simecs doam cerca de R$ 3 milhões para rede de saúde de Caxias
SUBIR